Possíveis efeitos adversos com o uso de dieta enteral

Ao iniciar a dieta enteral, você poderá sofrer determinados efeitos adversos ou desconfortos até que se adapte a esta rotina. Tais efeitos devem ser observados e comentados com o profissional de saúde na próxima consulta. 

Entretanto, há maneiras de minimizar esses efeitos colaterais:

Náuseas : Se você estiver nauseado (se sentindo mal), retarde a dieta enteral por 1-2 horas. Você também pode discutir com sua equipe de saúde para ver se há possibilidade de administrar uma quantidade menor de alimento.

Diarreia: Certifique-se primeiro que o gotejamento contínuo no equipo esteja enviando alimento na velocidade correta. A velocidade correta deverá ter sido informada a você como parte de seu plano de dieta enteral. Tome sempre cuidado com as condições de higiene dos utensílios e manipuladores. 

Constipação: Talvez sua dieta seja pobre em fibras, e requeira quantidade maior. Certifique-se que você esteja ingerindo água ou outros tipos de líquidos extras que foram recomendados por seu nutricionista ou médico. Se possível, tente se exercitar e se movimentar. É importante informar ao seu nutricionista, pois caberá a ele substituir ou ajustar sua dieta.

Refluxo: Administre a dieta com o paciente em posição vertical (sentado). Todavia, se isso não for possível, apoie o paciente com pelo menos duas almofadas para ficar em um ângulo de 45º ou maior. Respeite o intervalo entre as dietas conforme orientada pelo profissional de saúde.

Gases: Se você estiver com muitos gases ou distensão abdominal após a dieta enteral, abra a tampa da sonda e deixe qualquer excesso de gás escapar através da sonda. Seu profissional de saúde pode demonstrar a você como acoplar uma seringa de 50 ml ou válvula especial para ventilar o excesso de gás.

Sonda de alimentação entupida: Para prevenir o entupimento da sonda, certifique-se de lavá-la antes e após cada alimentação ou administração de medicamentos. Você deverá utilizar água esterilizada, ou água fervida e resfriada, com uma seringa de 20 ml (mínimo) para minimizar a pressão e assegurar volume. Todavia, se ela ficar entupida: Lave a sonda com água morna (esterilizada ou fervida), através de uma seringa de 20ml, em forma de jato.  Se mesmo assim a sonda permanecer bloqueada, aperte-a suavemente entre os dedos ao longo do seu comprimento. Se nenhuma dessas sugestões funcionar, contate o hospital, pois sua sonda talvez necessite ser trocada. 

Escape da sonda de alimentação : Se sua sonda nasogástrica tiver saído de forma espontânea, você necessitará ir ao hospital para substituição por um profissional de saúde. Se sua sonda gastrosomia ou jejunostomia forem retirados acidentalmente, coloque um curativo sobre o local e vá o mais rápido possível ao Pronto Atendimento do hospital para evitar que o estoma se feche. Como um estoma às vezes se fecha em 24 horas, é importante não deixar para o dia seguinte.


CUIDADOS ESPECÍFICOS

Tenha especial atenção, pare a alimentação imediatamente e procure conselho médico urgente se você notar qualquer uma das seguintes situações:

- Vazamentos ou fluidos em volta da sonda

- Dor durante a alimentação

- Sangramento

Receba a nossa newsletter

Por favor confirme:
Que você é um profissional de saúde e está seguindo
a orientação apropriada em seu país.

O conteúdo desta área é destinado apenas para profissionais de saúde.
Sim, eu sou um
profissional de saúde
Não, não sou um profissional
de saúde (sair desta área)